Professora Mayra Armani Delalibera participa em estudo sobre o impacto do estado de emergência no luto.

Autor: Rita Neto Marques/quinta-feira, 3 de dezembro de 2020/Categorias: Notícias, CLISSIS, IPCE

Rate this article:
3.3

A Prof.ª Doutora Mayra Armani Delalibera, docente do Instituto de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade Lusíada e investigadora do Centro Lusíada de Investigação em Serviço Social e Intervenção Social (CLISSIS), é uma das investigadoras responsáveis pelo estudo nacional intitulado "Impacto no luto do estado de emergência pela pandemia SARS-CoV-2".

A referida investigação, que está a ser conduzida por investigadores de quatro universidades portuguesas (Universidade Lusíada, Universidade de Coimbra, Universidade de Lisboa e Universidade do Minho) e dos Agrupamentos de Centros de Saúde de Gaia e de Espinho/Gaia, tem como objectivo apurar de que forma as restrições impostas pelo primeiro estado de emergência, que decorreu entre 19 de Março e 2 de Maio de 2020, afectaram quem sofreu a perda de uma pessoa próxima e se viu condicionado no acompanhamento de doentes em fim de vida, na morte, em cerimónias fúnebres e rituais de luto, procurando-se, igualmente, identificar o modo como essa realidade influencia a adaptação à perda durante o luto.




Ilustração – Cartaz do estudo.


A participação no estudo pode ser concretizada através do sítio web do mesmo, mediante a resposta a um questionário. Em alternativa, os interessados poderão enviar um e-mail para lutocovid@gmail.com, a fim de agendarem a data e a hora para responderem ao questionário por telefone.

Print

Número de visualizações (625)/Comentários (0)

Tags:
Rita Neto Marques
Rita Neto Marques>

Rita Neto Marques

Other posts by Rita Neto Marques

Please login or register to post comments.