Últimos dias da exposição colectiva "Rhythm of Distance – Propositions for the Repetition", com a participação d’Os Espacialistas.

Autor: Os Espacialistas/terça-feira, 27 de fevereiro de 2018/Categorias: Notícias, FAA

Rate this article:
5.0
A exposição "Rhythm of Distance – Propositions for the Repetition", com lugar na Galeria Vertical do Silo-Auto Porto, patente desde dia 17 de Novembro de 2017, pode ser visitada até dia 4 de Março de 2018. A peça criada pel'Os Espacialistas intitulada "Corpo Móvel" responde ao repto temático da curadora Andreia Garcia como uma síntese que integra alguns dos conteúdos arquitectónicos, artísticos, educativos e lúdicos, desenvolvidos por este Colectivo com residência artística no campus do Ar Líquido da Universidade Lusíada de Lisboa.

Segundo os autores, "Corpo Móvel" está "p/referenciado" com a dimensão performativa dos espaços arquitectónicos, tema que desde o início da sua formação exploram através da exposição dos seus próprios corpos fotográfico-sensíveis, e que documentam no que designam por "esquissos fotográficos". Nesta peça o corpo humano e a sua dimensão cinestésica é, no entanto, duplamente deslocada: o carrinho de rolamentos, remissivo ao imaginário lúdico infanto-juvenil evoluiu construtivamente tornando-se "corpo modulor" e móvel; ganhando prateleiras, cujos diferentes níveis mapeiam a localização dos sentidos no corpo humano, permitindo, deste modo, a recreação e recriação dos diferentes pisos do emblemático Silo-Auto, visando a articulação do espaço, vivenciado, construído e imaginado. E, atendendo ao contexto programático onde a peça se insere, o seu deslocamento torna-se, literalmente, iminente, e não apenas possibilidade imaginada.



O Silo-Auto Porto, construído em 1964, foi desenhado pelo arquitecto Alberto José Pessoa, um dos co-autores do edifício da Fundação Calouste Gulbenkian (FCG), o que se torna particularmente relevante no contexto do percurso criativo d’Os Espacialistas, na medida em que o Colectivo já havia desenvolvido um conjunto de actividades por convite desta Instituição, no âmbito do "Programa Descobrir", a partir do ano 2014. Data essa, charneira de alteração da escala das intervenções espacialistas; da oficina de arquitectura, passando pelo conjunto de instalações artísticas no Jardim da FCG, até à obra de arquitectura resultante da investigação do complexo sistema de cofragens da Fundação, tornado objecto de espacialização, continuado na exposição no Palácio Marquês do Pombal em Oeiras – a Casa Primeira da Fundação – até ao presente "Corpo Móvel" no Silo-Auto Porto.

fotografias - inauguração da exposição | facebook d'Os Espacialistas
Print

Número de visualizações (858)/Comentários (0)

Os Espacialistas
Os Espacialistas>

Os Espacialistas

Other posts by Os Espacialistas

Please login or register to post comments.